Brasil comemora 50 anos de sua primeira Copa, relembre!

Matéria publicada no site Click21 em 29/06/2008


Há 50 anos, na Suécia, um time apresentou ao mundo o talento e magia do futebol brasileiro. A seleção nacional conquistou, em 1958, o primeiro dos cinco títulos mundiais do país. A equipe era formada por craques como Gilmar, Nílton Santos, Didi, Vavá, Garrincha e Pelé – que assumiu a condição de titular durante a Copa, aos 17 anos de idade.

Até hoje o Brasil é a única seleção sul-americana a vencer uma Copa do Mundo na Europa. Foi Bellini, primeiro brasileiro a tocar na taça Jules Rimet, que “inventou” o gesto de levantar o troféu. Desde então ele vem sendo imitado pelos capitães das seleções campeãs do mundo.

A final foi disputada entre Brasil e Suécia, no dia 29 de junho de 1958. A equipe brasileira goleou os donos da casa por 5 x 2 com gols de Vavá (2), Pelé (2) e Zagallo.

A decisão foi marcada por um dos mais belos gols de todas as Copas. Pelé recebeu lançamento dentro da área, matou no peito, aplicou um lençol no marcador e chutou a bola de primeira. Golaço!

A EQUIPE

Após a partida, o ‘Rei’, que marcou seis gols na competição, chorou copiosamente e foi erguido pelos companheiros. Mas a história de Pelé na Copa de 58 começou apenas na terceira partida.

O técnico Vicente Feola optou pela escalação do jovem atacante do Santos no desafio contra a União Soviética. No jogo seguinte, contra País de Gales, vitória brasileira por 1 x 0 – gol de Pelé.

Mas a seleção brasileira não era formada apenas pela categoria e genialidade do jovem garoto. Seus companheiros exibiam uma qualidade invejável. Gilmar era um ‘paredão’ e fechava o gol. Nilton Santos, a ‘Enciclopédia do Futebol’, encantava o mundo pelo lado esquerdo.

Bellini defendia com a raça de um leão e fazia dupla de zaga com Orlando, seu parceiro no Vasco. Didi e sua ‘folha seca’ era o destaque no meio-campo ao lado de Zito. No ataque, Zagallo, Vavá e a irreverência de Garrincha.

O Mundial de 1958 ainda teve o francês Just Fontaine como destaque. Ele marcou 13 gols no torneio, marca nunca superada em outra Copa do Mundo.

VÍDEOS

» Estréia – Brasil 3 x 0 Áustria
» Terceiro jogo – Brasil 2 x 0 União Soviética
» Quartas-de-final Brasil 1 x 0 País de Gales
» Semifinal – Brasil 5 x 2 Suécia
» Final Brasil x Suécia

ÁUDIO» Marchinha: ‘A Taça do Mundo é Nossa’

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: